Terceiro corpo sem cabeça é encontrado em menos de uma semana, em Goiânia

Terceiro corpo sem cabeça é encontrado em menos de uma semana, em Goiânia
Anhanguera Notícias
G1


Decapitado foi achado no Jardim Primavera. Ao longo dos últimos dez dias, duas cabeças humanas foram encontradas na capital, uma delas com uma sigla inscrita na testa: ‘Tudo em paz’.Por Murillo Velasco, G1 GO
23/01/2019


A Guarda Civil Metropolitana de Goiânia encontrou, na terça-feira (23), o 3º corpo sem cabeça em menos de uma semana, em Goiânia. Conforme a corporação, desta vez a vítima estava em uma rua do Conjunto Primavera. Nos últimos dez dias, duas cabeças humanas foram achadas sem o corpo, na Região Metropolitana da capital. A Polícia Civil apura se os casos têm ligação entre si.


Em entrevista ao G1, o comandante da Guarda Civil Metropolitana na região, Cláudio Carvalho, explicou que o corpo estava enterrado, apenas com os braços e mãos para fora da terra. Segundo ele, o corpo foi encontrado durante buscas por um desaparecido.


"Nós fomos chamados pelo irmão de um homem que estava desaparecido para fazermos buscas na região para ver se o encontrávamos, já que ele não voltava para casa há dois dias. Fazendo esta procura, encontramos, em uma área utilizada para descarte de entulho, as mãos para o lado de fora e o corpo enterrado. Depois, acionamos a Polícia Técnico-Científica e a Polícia Civil", disse Cláudio.


Terceiro corpo sem cabeça é encontrado em menos de uma semana, em Goiânia

O corpo foi encontrado por volta das 23h de terça-feira, na Rua CP-33, no Conjunto Primavera, que fica na região noroeste de Goiânia. Conforme apurou a TV Anhanguera, a Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) e o Instituto Médico Legal (IML) foram acionados e trabalham para investigar o que pode ter ocorrido e identificar a vítima.

"Pelas características repassadas pela mãe do desaparecido, em relação às roupas, as informações são semelhantes ao que foi identificado no corpo, agora temos que esperar o resultado dos exames e também do que a polícia vai investigar", explicou o comandante.

A Polícia Civil informou que está investigando os casos, mas que ainda “não é possível afirmar que haja, entre os casos, liames de qualquer natureza”.



Corpo estava enterrado com os braços para fora, no Conjunto Primavera, em Goiânia, Goiás — Foto: Giovana Dourado/TV Anhanguera


Relembre os casos


13 de janeiro: Cabeça humana foi encontrada na calçada de um shopping em Goiânia, na Avenida Perimetral Norte, região norte da capital. A cabeça tinha a inscrição "TD2" na testa, que sigla utilizada por facções criminosas que significa "tudo dois" e quer dizer "tudo em paz".
17 de janeiro: Corpo foi encontrado boiando no Rio Meia Ponte, também na região norte de Goiânia, a poucos quilômetros do local onde a primeira cabeça foi encontrada. A Polícia Civil informou que o corpo foi identificado por meio de impressão digital e trata-se da vítima cuja cabeça foi achada na calçada de um shopping.


Família tenta enterrar o parente.

21 de janeiro: um corpo sem cabeça foi encontrado em uma rua de Hidrolândia, também na Região Metropolitana da capital.

22 de janeiro: Uma segunda cabeça humana, em estado de decomposição, foi encontrada na Avenida Bela Vista, na Vila Brasília, em Aparecida de Goiânia. Segundo a Polícia Civil, o membro é da vítima cujo corpo foi encontrado em Hidrolândia.
23 de janeiro: Nesta quarta-feira, o terceiro corpo sem cabeça foi encontrado, desta vez no Conjunto Primavera, região noroeste de Goiânia. Ele já foi identificado por meio de digital e a família também reconheceu as roupas.


Locais onde foram encontrados:






Distância entre locais onde as cabeças e corpos foram encontrados na Grande Goiânia, em Goiás — Foto: CGA/TV Anhanguera




Local onde a cabeça foi encontrada na porta de um shopping, em Goiânia — Foto: Josemar Vieira/TV Anhanguera



Corpo sem cabeça é encontrado boiando em córrego de Goiânia, Goiás — Foto: Clayson dos Santos Souza/ TV Anhanguera



Local onde o corpo sem cabeça encontrado em Hidrolândia, Goiás — Foto: José Washington/TV Anhanguera



Local onde cabeça humana foi encontrada abandonada, em Aparecida de Goiânia, Goiás — Foto: Eduardo Silva/TV Anhanguera

G1

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.