Médica decide fazer cesárea em menina de 11 anos, ao invés de aborto; a criança foi abusada



Médica decide fazer cesárea em menina de 11 anos, ao invés de aborto; a criança foi abusada

1NEWS


Uma menina de 11 anos foi abusada pelo marido de sua avó e acabou engravidando na província de Tucumán, na Argentina. A mãe da garota entrou na Justiça e conseguiu uma autorização para que a vítima pudesse abortar, seguindo o que está previsto na lei argentina, onde o procedimento é autorizado desde que seja em casos específicos, como de estupro e também quando a gravidez apresenta risco para a mãe ou feto com má-formação.
A menina estava ciente de tudo que estava acontecendo e diante do juiz chegou a pedir para que tirassem o bebê de dentro dela, ‘que aquele velho colocou’. A polícia já prendeu o senhor de 65 anos.
A vítima foi encaminhada para o procedimento de aborto, só que na manhã desta última quarta-feira, dia 27, os médicos que foram designados para o atendimento, acabaram desistindo. A equipe toda, na hora de realizar o procedimento, desistiu de realizar o aborto e então a médica decidiu que seria feita uma cesariana e foi o que aconteceu.
“Algo deveria ser feito, pois a menina apresentava sintomas de pré-eclâmpsia e não teria como chegar aos oito meses de gravidez”, disse a médica Cecília Ousset, que por conta própria fez a cesárea sem informar nada para a mãe da garota.
O caso comoveu a Argentina, mas está dividindo a opinião das pessoas. Vale lembrar que em breve será aberto o ano parlamentar e então a Lei do Aborto voltará a ser debatida e finalmente votada, sendo que em 2018 chegou a ser rejeitada.
Agora a Justiça terá que decidir com quem ficará a criança e o que acontecerá com a equipe médica que realizou a cesárea.
1NEWS

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.