Três militares abandonam posto na fronteira entre Venezuela e Colômbia


Três militares abandonam posto na fronteira entre Venezuela e ColômbiaMETRÓPOLES

Leandra Felipe/Agência Brasil/EBC

Eles faziam o bloqueio da região, mas se renderam a um grupo de civis que tentava passar na divisa entre os dois países
Autoridades colombianas disseram que três integrantes da Força Armada Nacional da República Bolivariana da Venezuela (FANB), guarda militar do país, abandonaram os postos na fronteira do país com a Colômbia. Os militares faziam o bloqueio da região e se renderam a um grupo civil que tentava atravessar a fronteira. A FANB não se pronunciou sobre o assunto.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ordenou o fechamento da estrada para a ponte Simón Bolivar, que liga o país à Colômbia. Tropas de choque do governo impedem a passagem de civis pela região. Neste sábado (23/2), opositores venezuelanos lideram uma operação de entrega de cerca de 200 toneladas de alimentos e suprimentos médicos à população, após Maduro recusar a entrada de ajuda humanitária.

Na manhã deste sábado, houve conflito na cidade fronteiriça de Ureña entre militares e civis, onde está prevista a entrada de assistência humanitária pela oposição ao governo Maduro. Moradores montaram uma barricada entre a ponte que liga a Colômbia e a Venezuela, para impedir o bloqueio da Força Nacional. Soldados reagiram com gás lacrimogêneo.

METRÓPOLES

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.