Fundação com negócios bilionários abriga ex-comandantes militares da era PT

Fundação com negócios bilionários abriga ex-comandantes militares da era PT

O Antagonista    12/03/2019


Resultado de imagem para Fundação com negócios bilionários abriga ex-comandantes militares da era PT

Mais longevo comandante da Marinha (2007-2015) e responsável pelo polêmico programa de reaparelhamento naval, o almirante Júlio Soares de Moura Neto voltou à ‘ativa’.
Ele acompanha de perto a concorrência para a compra de quatro corvetas Tamandaré, negócio de até US$ 2 bilhões – ou R$ 7,5 bilhões.
Moura Neto integra o Conselho Consultivo Estratégico da Fundação Ezute (ex-Fundação Atech), que se propõe a atuar como “honest broker” na transferência de tecnologia das corvetas.
A Ezute é parceira de dois dos quatro consórcios finalistas na licitação: FLV (Ficantieri, Leonardo e Vard Promar S.A) e Águas Azuis (Atech, Embraer e ThyssenKrupp).
Agentes de mercado disseram a O Antagonista que a FLV é a favorita e que já investiu R$ 30 milhões na dragagem do estaleiro em Suape, já de olho na fabricação das corvetas.
Esses mesmos agentes lembram que a Ficantieri foi alvo de investigações na Itália pelo chamado “Escândalo das Fragatas”, no qual foi citado Nelson Jobim – que foi ministro da Defesa de Lula e chefe do almirante Moura Neto.
Segundo o site da Ezute, seu “Conselho Estratégico” conta ainda com o ex-comandante da FAB Juniti Saito (2007-2015), que comandou todo o processo do FX-2 para a compra de 36 caças – programa que está sob a lupa do MPF em Brasília.


Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.