“Gilmar não cogitou essa hipótese”



“Gilmar não cogitou essa hipótese”

07/03/2019   O Antagonista



Gilmar Mendes, Aloysio Nunes e Paulo Preto trabalharam juntos no Palácio do Planalto.
Diz Josias de Souza:
“Gilmar foi o que chegou primeiro ao Planalto. Entre 1996 e 2000, atuou como subchefe para Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República. Depois, foi promovido a Advogado-Geral da União, posto que ocupou até junho de 2002. O tucano Aloysio Nunes assumiu em 1999 a poltrona de ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência. Convidou o engenheiro Paulo Preto para acompanhá-lo.”
O jornalista comenta que “magistrados mais ortodoxos se considerariam impedidos de julgar causas” como a de seus ex-colegas tucanos. “Mas Gilmar não cogitou essa hipótese”.

O Antagonista

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.