Grupo planejava atentado a escola no interior de Mato Grosso

Grupo planejava atentado a escola no interior de Mato Grosso

LIVRE

Polícia Civil deve ouvir envolvidos nesta segunda-feira; Seduc informou que se reunirá com comunidade escolar

A Polícia Judiciária Civil (PJC) investiga uma denúncia de que supostamente um grupo de 18 adolescentes estaria planejando um atentado a Escola Estadual União e Força, localizada no município de Cáceres (280 km de Cuiabá). O boletim de ocorrência foi registrado pela diretora da instituição, após o pai de um aluno – que não quis se identificar – comunicar o plano dos jovens.
A ocorrência foi registrada na sexta-feira (15) e está sendo investigado pela Delegacia Especializada do Adolescente (DEA) de Cáceres, já que um dos jovens responsável pelo grupo seria menor de idade. As mensagens de ameaça e de apologia ao crime eram compartilhadas em um grupo do Telegram, um aplicativo de mensagens instantâneas, semelhante ao WhatsApp.
Segundo a assessoria de imprensa da PJC, o titular da delegacia, Alex Souza Cuiabano, já tomou as primeiras providências, relacionadas à identificação dos integrantes do grupo. O delegado deve ouvir todos os envolvidos a partir desta segunda-feira (18).
LIVRE também entrou em contato com a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que informou que está acompanhando o caso, juntamente com a Promotoria de Justiça da Comarca do município de Cáceres. Também na segunda-feira (18), servidores da Pasta devem se reunir com a comunidade escolar para discutir sobre o caso.

Caso Suzano

Recentemente a cidade de Suzano (interior de São Paulo) foi palco de um atentado, onde pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas. Dois jovens, ex-alunos, invadiram a Escola Estadual Raul Brasil, atiraram e deram golpes de machadinha em em alunos, professores e funcionários em pleno horário escolar. Depois do crime, os jovens se suicidaram.
LIVRE

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.