Agente executado por pistoleiros na fronteira estaria entregando drogas para PCC

Agente executado por pistoleiros na fronteira estaria entregando drogas para PCC

Celular do agente está passando por perícia

Thatiana Melo  - 24/04/2019
MIDIAMAX


O agente penitenciário Duilio Florenciani Gonzales, executado a tiros na manhã desta quarta-feira (24), em Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Paraguai, estaria transportando drogas para a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).
Informações extraoficiais são de que o tablete de pasta base de cocaína que ele estava levando no uniforme, quando ia para o trabalho seria para integrantes do PCC. O celular do agente está passando por perícia para se descobrir possíveis nomes dos pistoleiros do crime.
Duilio Florenciani foi assassinado com sete tiros que atingiram sua cabeça. Ele morreu no local. O agente estava a caminho da penitenciária regional da cidade quando pistoleiros o alcançaram e efetuaram sete disparos, praticamente todos na região da cabeça, com pistola 9mm. A polícia encontrou em seu uniforme um tablete 1 quilo e 22 gramas de pasta base de cocaína.
A execução aconteceu por volta das 6 horas da manhã desta quarta (24). A polícia investiga o crime com envolvimento com tráfico de drogas.
MIDIAMAX

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.