Até igreja pagará novo tributo sobre transação, diz secretário da Receita



Até igreja pagará novo tributo sobre transação, diz secretário da Receita
Thiago Fernandes, do UOL


Em entrevista à Folha, o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, detalha a proposta de reforma tributária que será apresentada pelo governo e inclui a criação de um novo tributo, a Contribuição Previdenciária (CP), que vai incidir sobre todas as transações financeiras, com alíquota de 0,9% rateada entre as duas pontas da operação (quem paga e quem recebe).

Segundo ele, até fiéis de igrejas deverão pagar o imposto quando contribuírem com o dízimo e o novo tributo substituirá a contribuição previdenciária sobre os salários. Com a proposta, o secretário acredita que conseguirá convencer o setor de serviços a aceitar a criação do Imposto Único Federal, que unificará quatro tributos, com alíquota de cerca de 14%: PIS, Cofins, uma parte do IOF e o IPI.

E terça (30) é o último dia para a entrega da declaração do Imposto de Renda 2019. Os contribuintes têm até as 23h59 (horário de Brasília), para enviar os dados à Receita Federal. Quem não entregar no prazo terá de pagar multa de 1% sobre o imposto devido ao mês.

Se você ainda não fez a sua declaração, o UOL preparou um guia para você evitar os dez principais enganos na hora de prestar contas com a Receita. Um outro guia, mais detalhado, inclui todas as dúvidas que foram esclarecidas pela editoria de Economia no período da declaração.

UOL

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.