Casa Rosa presta mais de 200 atendimentos no primeiro mês de funcionamento

Casa Rosa presta mais de 200 atendimentos no primeiro mês de funcionamento





A Casa Rosa, unidade de serviços especializados para as mulheres mantido pela Prefeitura de Ourinhos, por meio da Secretaria da Saúde, promoveu ao longo do primeiro mês de funcionamento mais de 200 atendimentos. Consultas de clínico geral, ginecologia e nutricionista foram as mais procuradas pelas pacientes. No local, é possível fazer exame de mamografia, Papanicolau, teste rápido de HIV, além de passar por consultas de psicólogo, terapeuta ocupacional e advogado, tudo de graça. 



Para requerer um dos serviços é preciso ser mulher com mais de 17 anos. As interessadas devem comparecer na Casa Rosa, rua Eduardo Carlos Pereira, 20, na Vila Mano, com o Cartão SUS, RG, CPF e comprovante de residência. O horário de funcionamento é das 7h às 17h, de segunda a sexta-feira e o telefone é o 3322-1130. Em breve, a unidade de serviços irá oferecer também, em parceria com o Fundo Social de Solidariedade, cursos de dança do ventre e reike, além da técnica de vivência denominada “constelação familiar”. Há ainda, já em funcionamento, o curso de artesanato. 



Entre os demais serviços disponibilizados na unidade estão avaliação social, planejamento familiar, teste rápido de sífilis e hepatite, avaliação psicológica e terapia em grupo, terapias manuais, reunião de equipe multidisciplinar, orientação para autoexame de mama, orientação e colocação de DIU e avaliação e orientação para a saúde da mulher. O prédio conta ainda com espaço para vacinação de crianças e brinquedoteca. 

“A rede municipal disponibilizou uma equipe de profissionais para realizar os atendimentos. Desde terapeuta ocupacional, dentista, enfermeiras, psicólogas, ginecologistas, nutricionistas, assistente social, até advogadas”, diz a Secretária de Saúde, Cássia Palhas.

O Prefeito Lucas Pocay destaca que a implantação da unidade Casa Rosa em Ourinhos cria condições para que as mulheres possam cuidar ainda mais de sua saúde, proporcionando mais qualidade de vida.

“Este é um trabalho de humanização que precisa ser constante. E só podemos ter participação popular se a população se sentir atendida de forma respeitosa, com amor. É dessa forma que temos avançado na nossa gestão.”








Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.