“Não podemos ser uma sociedade refém do crime”

“Não podemos ser uma sociedade refém do crime”

01/04/2019     O Antagonista

Resultado de imagem para sociedade refém do crime

O procurador Julio Marcelo de Oliveira trata daquilo que importa:
“No próximo dia 10 de abril, o STF decidirá se, depois do devido processo legal em duas instâncias, traficantes, estupradores, corruptos e homicidas já podem ser presos ou se têm o direito à impunidade decorrente de recursos infinitos e da prescrição. Simples assim.”
E também:
“Enquanto os países mais desenvolvidos prendem em primeira ou segunda instância, aqui fica-se ridiculamente dizendo que isso viola os direitos fundamentais. Não podemos ser uma sociedade refém do crime. Não queremos ter um país em que o crime compense e a impunidade reine e remunere.”

O Antagonista


Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.