Justiça autoriza quebra de sigilo de Flávio Bolsonaro e ex-assessor Fabrício Queiroz



Justiça autoriza quebra de sigilo de Flávio Bolsonaro e ex-assessor Fabrício Queiroz














Pedido foi feito pelo Ministério Público e autorizado pelo TJ no dia 24 de abril

Por O Dia

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) autorizou a quebra de sigilo bancário do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), e do seu ex-assessor Fabrício Queiroz. A decisão é do juiz Flávio Nicolau.

O pedido foi feito pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, autorizado em 24 de abril de 2019 e mantido em sigilo até este momento.
Além quebra do sigilo de Flávio e de Queiroz, também terão suas informações bancárias averiguadas a mulher de Flávio, Fernanda Bolsonaro, a empresa de ambos, Bolsotini Chocolates e Café Ltda, as duas filhas de Queiroz, Nathalia e Evelyn, e a mulher do ex-assessor, Marcia.
A quebra se estende não só a Flavio, Queiroz e seus respectivos familiares e empresa, mas também a outros 88 ex-funcionários do gabinete, seus familiares e empresas relacionadas a eles.
A Justiça autorizou a quebra de sigilo no período que vai de janeiro de 2007 a dezembro de 2018.

Com informações do O Globo











































 O DIA





















Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.