A defesa da Lava Jato

A defesa da Lava Jato

O Antagonista    12/06/2019





De todas as mensagens roubadas da Lava Jato, só uma pode ser interpretada como uma espécie de aconselhamento de Sergio Moro a Deltan Dallagnol: aquela em que o juiz indica uma testemunha disposta a falar sobre os imóveis do filho de Lula.
Segundo Merval Pereira, porém, que conversou com fontes ligadas aos procuradores de Curitiba, “foi uma maneira informal de oficiar ao Ministério Público a ocorrência de um possível crime que precisava ser apurado.
Qualquer pessoa, sobretudo um servidor público, que se depara com algo criminoso, tem o dever legal de encaminhar a denúncia ao Ministério Público. Não se sabe se Moro formalizou o ofício depois, ou achou suficiente essa comunicação através de mensagem de celular”.
E mais:
“As mesmas fontes alegam que, quando Moro escreveu ‘melhor formalizar, então’, estava advertindo Dallagnol de que ele teria que oficializar” a intimação da testemunha, incluindo seu ofício aos procuradores.
O Antagonista

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.