Pacientes do Hospital Amaral Carvalho recebem laringe eletrônica

Do presídio, PCC ordenou execução de rival do Comando Vermelho na frente da mãe


Major Olimpio: ‘A única coisa que pode salvar o decreto das armas é a mobilização da população’

Major Olimpio: ‘A única coisa que pode salvar o decreto das armas é a mobilização da população’

JOVEM PAN
12/06/2019


Major Olimpio pediu para a população se mobilizar a favor do decreto das armas

O senador Major Olimpio (PSL-SP) lamentou, em entrevista ao programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, a decisão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado de rejeitar o parecer favorável ao decreto do presidente Jair Bolsonaro em relação a posse e porte de armas. “A única coisa que pode salvar esse decreto das armas é a mobilização da população”, disse nesta quarta-feira (12).
O parlamentar afirmou que o resultado na comissão não representa uma derrota para o governo. “Agora se faz esse braço de ferro dizendo que derrubaram mais um decreto do Bolsonaro. Estão atrapalhando quem, cara pálida? Estão atrapalhando o cidadão”, declarou Olimpio.
Ele ainda ressaltou que a decisão da CCJ ajuda o crime. “Quem está comemorando essa vitória parcial na CCJ é a quebrada, o criminoso, o miliciano, o chefe de quadrilha”, disse, destacando que a flexibilização da posse de armas ajudaria o cidadão a se defender.
Major Olimpio também comentou a motivação dos senadores para votar contra o parecer do senador Marcos do Val (Cidadania-ES). Segundo ele, alguns de seus colegas avaliaram que o Executivo fez uma ação além de sua alçada como decreto. “O Executivo não entrou em competência do Legislativo coisa nenhuma”, defendeu, comparando com o poder Judiciário. “O STF legisla, invade competência o tempo todo. Na hora em que falamos em fazer uma CPI do “Lava Toga”, disseram que a gente tem que prestigiar a harmonia entre os três poderes”, reclamou o senador.
Após o resultado na CCJ, o decreto das armas será analisado pelo plenário do Senado.



































Lobisomem no Sul de Minas? Moradores comentam suposta prisão e PM esclarece caso


Confronto com a PM termina com dois moradores de Jacarezinho mortos


Investigação contra líder do PCC leva ao indiciamento de 116 pessoas


Contran reduz horas de aulas práticas e torna facultativo o uso de simulador

Nova exigência de cadastro para MEI


Sangue tipo A é transformado em doador universal pela primeira vez