Petistas festejam a ‘segurada’ no pacote anticrime

Sem representação política, pedágio volta para a divisa de Ourinhos


Cidadania entra com mandado de segurança para impedir indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada nos EUA

Forças Armadas brasileiras buscam impedir que EUA se instalem na Venezuela, diz senador uruguaio

Ratos de Porão e mais 15 bandas se apresentam no 3º Festival de Rock de Ourinhos

Quatro em cada dez consumidores inadimplentes devem até R$ 500, aponta pesquisa

Bolsonaro diz que vai insistir em isentar do IR quem ganha até R$ 5.000


Concurso gastronômico leva professor de Etec para a Itália

*Prefeitura de Ourinhos promove Torneio de Futebol de Amputados; Corinthians confirma presença!*

DAESP inicia processo para ampliar malha aérea do interior com aviões de pequeno porte

MORO: “Está claro que o objetivo é soltar Lula”

Líder do PCC critica Moro e diz que tinha “diálogo” com PT


Ourinhos inaugura projeto da rede Cinépolis: cinemas de alto padrão para cidades de médio porte populacional


Casal que morou junto por duas semanas não tem união estável, diz STJ

Rolou na 6ª: STF peita Lava Jato, destino do Coaf e diálogo cabuloso


Greve dos caminhoneiros: tabela de frete é uma aberração, diz ministro

Advogado apresenta pedido de impeachment contra Alexandre de Moraes

Veja como realizar a simulação do tempo de contribuição para futura aposentadoria do INSS

Mudanças no Código de Trânsito não estão em vigor e projeto aguarda aprovação

*OURINHOS EM PLENO DESENVOLVIMENTO*


Caminhoneiros evitam tombamento de caminhão carregado de frutas

Após prisão, Eike Batista terá R$ 1,6 bilhão em bens bloqueados

*MAIS AVANÇOS, MAIS CICLOVIA EM OURINHOS*

VAGAS DO PAT OURINHOS PARA O DIA 09/08/2019

Bolsonaro pede para Moro “dar uma segurada” no pacote anticrime

COMBATE AO CRIME EM DIREÇÃO AO BREJO???

Bolsonaro pede para Moro “dar uma segurada” no pacote anticrime

O Antagonista   08/08/2019


O pacote anticrime de Sergio Moro é uma das bandeiras do governo e deveria ser tratado como prioridade absoluta. Ao que parece, pelo que disse hoje, Jair Bolsonaro não pensa assim.
O presidente afirmou que a tramitação da proposta não pode atrapalhar o andamento das reformas no Congresso.
“Tem que conversar com o Moro. Teve alguma reação do Parlamento e você não pode causar turbulência. Lamento, mas tem que dar uma segurada”, disse Bolsonaro.
“Eu não quero pressionar e atrapalhar, tumultuar lá [no Congresso]. Tantas outras propostas e não enviamos para não atrapalhar a Previdência. Quando manda uma proposta para lá, já tem alguns deputados e senadores que passam a ser contra uma proposta minha. É natural, fiquei 28 anos lá dentro. ‘Olha, se essa proposta for para frente, eu não voto a Previdência’. É o jogo, tem que saber jogar.”
Bolsonaro pediu “paciência” ao ministro. “Moro está vindo de um meio onde ele decidia com uma caneta na mão. Agora não temos como decidir de forma unilateral. E temos que governar o Brasil”, afirmou.
“Entendo a angústia dele em querer que o projeto dele vá para frente. Entendo, mas nós temos que diminuir o desemprego, fazer o Brasil andar, abrir o nosso comércio. Sabemos que uma pressão em cima da reforma dele agora atrapalha um pouco a tramitação dessa ‘reforma-mãe’. Eu tenho falado com ele. Um pouco mais de paciência.”

O Antagonista

Vale tudo para ter Dudu na embaixada em Washington?